Páginas

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Novos na Estante #3 // Maio 2016

Olá a todos!
Espero que se encontrem bem!

Depois de um interregno de pouco mais de dois meses, volto a este cantinho com um post novo e, para marcar este regresso, nada melhor do que um ‘Novos na Estante’, recheadinho de bons livros que adquiri nestes últimos meses.


Vamos então aos livrinhos?
Let’s go!


 Uma Senhora Nunca (Patrícia Müller)
Tomei conhecimento com este livro, apenas porque me foi sugerido num site de compras, do género ‘Se gostou de X (um livro já adquirido por mim) também poderá gostar de Y (este!)
Li a sinopse e realmente fiquei curiosa.
Este livro conta-nos a história de Maria Laura, uma senhora oriunda de uma família antiga e latifundiária, que nunca trabalhou um dia na vida. Tem uma vida aparentemente perfeita, é casada, tem filhos, é cristã e vive o seu dia-a-dia no mundinho por ela criado num apartamento onde mora numa zona rica de Lisboa.
Depois vem a Revolução de Abril de 1974 e a vida de Maria Laura sofre uma reviravolta. Ficamos a conhecer mais da Senhora e da sua família, habituada a poder e a glória quando tudo perde com o 25 de Abril.
Pode ser adquirido aqui.

 Um Postal de Detroit (João Ricardo Pedro)
Conheci este livro um pouco devido à propaganda que se gerou em torno dele…
João Ricardo Pedro foi vencedor do Prémio LeYa em 2011 com o seu romance ‘O teu Rosto Será o Último’ e, por isso, não é de estranhar que o lançamento de um novo romance tenha recebido tanta atenção dos meios de comunicação.
Mais uma vez, li a sinopse e fiquei curiosa.
A história passa-se após um choque frontal de comboios em Alcafache, em Setembro de 1985, no qual, algumas das vítimas mortais, presas nas carruagens, nunca chegam a ser identificadas.
No dia seguinte ao acidente, a família Marta recebe um inesperado telefonema informando que a mochila da mesma apareceu entre os destroços.
A partir dos cadernos de desenho de Marta – uma espécie de diários visuais que espelham um quotidiano tão depressa sórdido como maravilhoso – o irmão de Marta tenta recriar os seus passos nos tempos que antecederam o acidente.
O meu exemplar veio autografado e pode ser adquirido aqui.



 O Grande Meaulnes (Alain Fournier)
Conheci este livro (no Brasil traduzido como ‘O bosque das Ilusões Perdidas’) por indicação da Tatiana Feltrin do blog e canal Tiny Little Things, que se refere a ele como sendo um dos seus livros favoritos. Fiquei muito curiosa e, apesar de ter sido difícil de encontrar (esteve esgotado muito tempo, em ambas as edições disponíveis), consegui adquiri-lo novo, numa edição de Abril de 1987. 
O livro conta a história de François Seurel, de 15 anos, e do seu amigo Augustin Meaulnes, de 17, que procura o seu amor perdido.
Sei pouco mais sobre a história mas, o facto de ser um livro único de um autor precocemente desaparecido na frente de batalha da Primeira Guerra Mundial, foi suficiente para aguçar a minha curiosidade.
Pode ser adquirido (com alguma sorte) aqui ou aqui.

 Vamos Comprar um Poeta (Afonso Cruz)
Comprei este livro por se tratar de um livro curto de um autor de que eu gosto muito. Precisava de uma leitura rápida para intercalar entre outros livros e achei que este livro seria perfeito.
Conta a história de uma sociedade distópica, em que o materialismo controla todos os aspectos das vidas dos seus habitantes.
É comum, nesta sociedade, as famílias terem artistas em vez de animais de estimação e, nesta história, conhecemos uma família que decide adquirir um poeta…
Já li e pretendo por isso fazer resenha em breve.
Pode ser adquirido aqui.

E foi isto!
Agora digam-me, qual o livro que vos suscita mais curiosidade?
Gostam deste tipo de post’s?
Que compras realizaram e que livros receberam estes meses?

Não se esqueçam de deixar o vosso comentário!
Um grande Beijinho e até à próxima!

 
Não se esqueçam de acompanhar o blog nas Redes Sociais

Para ficarem a par das minhas leituras não se esqueçam de me acompanhar também no
Goodreads 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixa o teu comentário! Vou gostar de saber a tua opinião! ❤